EQUIPE

Depoimentos dos integrantes do espetáculo 

PLANTANDO

Como tudo começou

Sementes começou em 2014 a partir da criação de um número de palhaçaria. Em 2014, com a direção de Manuela Castelo Branco, a palhaça Matusquella, Sementes participou da III edição do TPMs – Temporada Internacional de Palhaças no Mês da Mulher em 2014 e do IV Encontro Internacional de Palhaças de Brasília nesse mesmo ano. 


Durante os dois primeiros anos de brincadeira com as sementes, as explorações com esse tema ficaram cada vez mais íntimas e fortes e, ao mesmo tempo, os desafios, a paixão e os aprendizados com a arte da palhaçaria também foram crescendo. O espetáculo foi apresentado em Shoppings, festa de aniversários e Festivais de comicidade.

REGANDO

Ajudando a crescer

Até que em 2016 a metáfora da Semente foi ganhando proporções e significados maiores e o trabalho recebeu influências do filósofo Gaston Bachelard,  da história e poesias do amigo e escritor Wilson Pereira com o livro infantil “Meu pé de poesia”, das metamorfoses naturais presentes na poesia de Manoel de Barros, da figura mítica Maira Jatobá de Helena Oliveira, da música de Luiz Gonzaga, de “A maior flor do mundo” de José Saramago e de “Marcelo Marmelo Martelo” de Ruth Rocha. Essas são referências primordiais que contribuíram para a finalização do espetáculo.

sementes 6.png

A construção desse espetáculo foi um processo criativo diferente, pois a maturação e criação das imagens poéticas se deram durante apresentações e foram movidas pelo desejo artístico de trabalhar com o feminino, com a figura da mulher camponesa ligada à terra e às ancestralidades culturais. Durante as pesquisas, a percepção da força poética que há na metáfora da semente veio com a informação de que a agricultura começou por meio da mulher. Quando a mulher/mãe percebeu que plantando sementes o alimento dos filhos estaria garantido, que a vida poderia continuar.

ADUBANDO

Os nutrientes essenciais 

Para organizar todas os novos sonhos, desejos poéticos, Caísa Tibúrcio chamou a artista Ana Flávia Garcia para, em conjunto, criarem a dramaturgia do espetáculo, o músico Lucas Tibúrcio para assinar a direção musical e o artista Roustang Carrilho para fazer a direção de arte.

Referência para figurino

Figurino final

COLHENDO

A safra de aplausos é sempre abundante

sementes 9.png

Clique na imagem e tenha acesso à Cartilha Educativa sobre os frutos do cerrado e os ciclo das sementes